segunda-feira, 22 de agosto de 2016

A CHEGADA DO ANTICRISTO


Texto (1João 2.18-26; 2João 1.7) Filhinhos, esta é a última hora; e, conforme ouvistes que vem o anticristo, já muitos anticristos se têm levantado; por onde conhecemos que é a última hora.   
19 Saíram dentre nós, mas não eram dos nossos; porque, se fossem dos nossos, teriam permanecido conosco; mas todos eles saíram para que se manifestasse que não são dos nossos.   
20 Ora, vós tendes a unção da parte do Santo, e todos tendes conhecimento.  
21 Não vos escrevi porque não soubésseis a verdade, mas porque a sabeis, e porque nenhuma mentira vem da verdade. 
22 Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? Esse mesmo é o anticristo, esse que nega o Pai e o Filho.  
23 Qualquer que nega o Filho, também não tem o Pai; aquele que confessa o Filho, tem também o Pai.   
24 Portanto, o que desde o princípio ouvistes, permaneça em vós. Se em vós permanecer o que desde o princípio ouvistes, também vós permanecereis no Filho e no Pai.   
25 E esta é a promessa que ele nos fez: a vida eterna.   
26 Estas coisas vos escrevo a respeito daqueles que vos querem enganar.

(2Jo 1.7) Porque já muitos enganadores saíram pelo mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne. Tal é o enganador e o anticristo. 

Palavra-Chave “Anticristo”
Será um homem personificado o Diabo, porém, ele vai apresentar-se ao mundo como se fosse Deus.

Introdução

Ao falar sobre o Anticristo e os anticristos, João não estava se referindo unicamente a um assunto escatológico. Isto é, ao que faz parte das últimas coisas e a algo que pertence apenas aos últimos tempos.

Ele estava também advertindo seus leitores a respeito de um espírito que já ameaçava a igreja naquele período e que ainda está em plena atuação. Um espírito que nega a divindade e o senhorio de Cristo. (1Jo 4.3) e todo espírito que não confessa a Jesus não é de Deus; mas é o espírito do anticristo, a respeito do qual tendes ouvido que havia de vir; e agora já está no mundo. A chagada do Anticristo.

Primeiro

O ESPÍRITO DO ANTICRISTO NO MUNDO

João deixa claro que já é a última hora, ou seja, a vinda de Cristo se dará em “BREVE” (v. 18) Filhinhos, esta é a última hora; e, conforme ouvistes que vem o anticristo, já muitos anticristos se têm levantado; por onde conhecemos que é a última hora. Muitos são os sinais de que a volta de Jesus poderá ocorrer a qualquer momento.

Um dos sinais é a operação do Anticristo. De acordo com João, o espírito dEle já está no mundo. (1Jo 4.3) mas é o espírito do anticristo, a respeito do qual tendes ouvido que havia de vir; e agora já está no mundo. Ele exercerá domínio sobre todas as nações. Daniel fala a respeito do governo do anticristo, mostrando que este será de grande influência: “[...] se levantará, e se engrandecerá sobre todo deus: e contra o Deus dos deuses e falará coisas incríveis e será próspero” [...] (Dn 11.36) e o rei fará conforme lhe aprouver; exaltar-se-á, e se engrandecerá sobre todo deus, e contra o Deus dos deuses falará coisas espantosas; e será próspero, até que se cumpra a indignação: pois aquilo que está determinado será feito.
   
A Besta ou Anticristo será uma personagem de uma habilidade e capacidade desconhecidas até hoje. Será o maior líder de toda a história: acima mesmo de qualquer famoso general ou governante mundial conhecido. SERÁ PORTADOR DE UMA PERSONALIDADE IRRESISTÍVEL. Sua sabedoria e capacidade serão sobrenaturais, quando consideramos seus atos à luz do relato bíblico. Além da ação diabólica direta, outros fatores contribuirão decisivamente para a implantação do governo do Anticristo, como poderio bélico, alta tecnologia e poder econômico.

Será um grande demagogo. Influente decisivamente as massas com seus discursos inflamados. A bíblia diz que toda a terra se maravilhará após a Besta. (Ap 13.3) Também vi uma de suas cabeças como se fora ferida de morte, mas a sua ferida mortal foi curada. Toda a terra se maravilhou, seguindo a besta. Uma de suas cabeças pode retratar um rei específico, porém, é mais provável que represente um império. A terra infiel é seduzida por Satanás para seguir e adorar a besta. Aqueles que adoraram a besta também inconscientemente adoraram o dragão, que deu à besta o seu poder. Qualquer falsa adoração ou idolatria é, no final das contas, demoníaca e satânica. A besta é adorada porque o mundo está convencido de que ninguém é semelhante a ela e de que ninguém pode baralhar contra ela de forma sucedida.

1)   O terreno está sendo preparado. Atualmente observamos o fortalecimento das grandes organizações geopolíticas e a unificação dos blocos econômicos. Na verdade, trata-se de uma preparação para um único governo mundial, pois de acordo com a Palavra de Deus, o Anticristo assumirá grande poder político, comercial e religioso. (Dn 7.8) Eu considerava os chifres, e eis que entre eles subiu outro chifre, pequeno, diante do qual três dos primeiros chifres foram arrancados; e eis que neste chifre havia olhos, como os de homem, e uma boca que falava grandes coisas. Aqui as pontas (chifres) representam os governantes. Apesar de a ponta pequena começar de maneira modesta, ela se tornará a maior de todas.

2)   Ele fará prodígios e sinais. O Anticristo fará muitos sinais e prodígios, ou seja, obras sobrenaturais para que suas mentiras sejam confirmadas: “A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais, e prodígios de mentira” (2Ts 2.9) Embora o Anticristo seja revelado como alguém extremamente poderoso, o homem do pecado será destruído por Cristo e lançado no lago de fogo quando o Senhor viver. O poder, e sinais, e prodígios de mentira do iníquo serão ofuscados pela glória e esplendor de Cristo em sua segundo vinda. 

É significativo observar que Satanás, a fim de promover sua mentira no final dos tempos e se passar como um deus, usará o mesmo tipo de poder, sinais e prodígios que o Espírito de Cristo usou no início dos tempos para autenticar a verdade sobre si mesmo com Deus. Ele usará destes sinais mentirosos para se impor e atrair seguidores. Porém, só conseguirá enganar aqueles que rejeitaram crer na verdade de Deus. (2Ts 2.10-12) e com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para serem salvos.
11 E por isso Deus lhes envia a operação do erro, para que creiam na mentira;
12 para que sejam julgados todos os que não creram na verdade, antes tiveram prazer na injustiça. A condenação do homem de pecado se estende a seus seguidores, que não recebem o amor de verdade a fim de serem salvos [e rejeitaram]. Embora muitos venha para Cristo após o Arrebatamento, aqueles que rejeitaram a Cristo antes deste acontecimento também não irão recebê-lo depois. 

Sem dúvida, muitos que ouviram falar superficialmente do evangelho e afastaram-se ainda poderão ser salvos após o Arrebatamento; ao contrário daqueles que foram convencidos pelo Espírito e, intencionalmente, se afastaram. Deus lhes enviará a operação do erro. Deus não é o autor do engano, mas permite que aqueles que rejeitam a verdade sejam enganados pela falsidade. SEGUINDO ESSA FALSIDADE, ELES SERÃO ETERNAMENTE CONDENADOS. Todos que aceitarem o governo do Anticristo serão todos condenados ao lago de fogo.

3)   A Aparição do Anticristo. Alguns pregadores e escritores, diante de grandes acontecimentos históricos e personalidades importantes, acabam afirmando que determinado líder político, ou religioso, é o Anticristo; que tal evento marcou ou marcará a sua chegada e muitas outras colocações de natureza duvidosa. Tenhamos cuidado com tais especulações, pois, apesar de seu surgimento ocorrer antes do arrebatamento da igreja tendo alguns sinais precedidos indicados no texto de (2Ts 2-1-12) Ora, quanto à vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e à nossa reunião com ele, rogamos-vos, irmãos, 
2 que não vos movais facilmente do vosso modo de pensar, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola como enviada de nós, como se o dia do Senhor estivesse já perto. 
3 Ninguém de modo algum vos engane; porque isto não sucederá sem que venha primeiro a apostasia e seja revelado o homem do pecado, o filho da perdição, 
4 aquele que se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou é objeto de adoração, de sorte que se assenta no santuário de Deus, apresentando-se como Deus. 
5 Não vos lembrais de que eu vos dizia estas coisas quando ainda estava convosco?
6 E agora vós sabeis o que o detém para que a seu próprio tempo seja revelado.
7 Pois o mistério da iniquidade já opera; somente há um que agora o detém até que seja posto fora; 
8 e então será revelado esse iníquo, a quem o Senhor Jesus matará como o sopro de sua boca e destruirá com a manifestação da sua vinda; 
9 a esse iníquo cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás com todo o poder e sinais e prodígios de mentira,
10 e com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para serem salvos.
11 E por isso Deus lhes envia a operação do erro, para que creiam na mentira;
12 para que sejam julgados todos os que não creram na verdade, antes tiveram prazer na injustiça.

Sua manifestação pública como tal só ocorrerá após Jesus retirar o seu povo da Terra, e ele só se revelará demonstrando toda sua oposição ao Senhor Deus, na metade da Grande Tribulação. “O espírito do Anticristo já está no mundo.” Ele exercerá domínio sobre todas as nações.
Segundo

A PESSOA DO ANTICRISTO

Em um mundo influenciado pela mídia e inclinado à mitologia, é possível alguém pensar que o Anticristo será um ser estranho, de chifres, com aquela aparência caricaturada das representações demoníaca. Nada mais errado! Ele será uma pessoa influente que atrairá mesmo os “cautelosos” judeus. (Dn 9.20-27) Enquanto estava eu ainda falando e orando, e confessando o meu pecado, e o pecado do meu povo Israel, e lançando a minha súplica perante a face do Senhor, meu Deus, pelo monte santo do meu Deus,   
21 sim enquanto estava eu ainda falando na oração, o varão Gabriel, que eu tinha visto na minha visão ao princípio, veio voando rapidamente, e tocou-me à hora da oblação da tarde.  
22 Ele me instruiu, e falou comigo, dizendo: Daniel, vim agora para fazer-te sábio e entendido.  
23 No princípio das tuas súplicas, saiu a ordem, e eu vim, para to declarar, pois és muito amado; considera, pois, a palavra e entende a visão. 
24 Setenta semanas estão decretadas sobre o teu povo, e sobre a tua santa cidade, para fazer cessar a transgressão, para dar fim aos pecados, e para expiar a iniquidade, e trazer a justiça eterna, e selar a visão e a profecia, e para ungir o santíssimo.   
25 Sabe e entende: desde a saída da ordem para restaurar e para edificar Jerusalém até o ungido, o príncipe, haverá sete semanas, e sessenta e duas semanas; com praças e tranqueiras se reedificará, mas em tempos angustiosos.   
26 E depois de sessenta e duas semanas será cortado o ungido, e nada lhe subsistirá; e o povo do príncipe que há de vir destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será com uma inundação; e até o fim haverá guerra; estão determinadas assolações.   
27 E ele fará um pacto firme com muitos por uma semana; e na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oblação; e sobre a asa das abominações virá o assolador; e até a destruição determinada, a qual será derramada sobre o assolador. 

(V.27) E ele firmará um concerto com muitos por um semana. O pronome ele pode referir-se ao Anticristo, que firmará um concerto com Israel. Na metade da semana – isto é, três anos e meio depois – ele quebrará o concerto. Abominação – assolador. O Anticristo cometer uma abominação desoladora contra o Deus vivo.

1)   Sua Identidade. Ele será uma personificação do Diabo, um líder mundial de habilidades e capacidades desconhecidas até o dia de hoje, possuirá um carisma irresistível e uma oratória extremamente persuasiva. É descrito também pelo apóstolo Paulo como o iníquo (2Ts 2.8) e então será revelado esse iníquo, a quem o Senhor Jesus matará como o sopro de sua boca e destruirá com a manifestação da sua vinda. E pelo próprio João, no Apocalipse, como a besta, e pelo profeta Daniel como um “príncipe que há de vir” e o “chifre pequeno”.

2)   Suas Atividades. De acordo com as Escrituras, no início, o Anticristo fará um pacto com Israel, restaurando a antiga prática de sacrifícios no Templo em Jerusalém. (Dn 9.20-27) Todavia, na metade deste período, ele quebrará este acordo, tornar-se-á um governante mundial, declarar-se-á Deus, proibirá a adoração ao Senhor e perseguirá terrivelmente aqueles que desejarem ser fiéis a Cristo. (2Ts 2.4). Conforme as profecias bíblicas, o filho da perdição realizará, por intermédio do poder satânico, sinais e prodígios de mentira. (2Ts 2.7-10). Este período é chamado de Grande Tribulação. (Ap 7.14), um tempo de grande perseguição e oposição a tudo o que se chama Deus. (Ap 12.17; 13.15).

3)   O Fim do Anticristo. Apesar dos seus feitos e poder, o Anticristo já possui um fim pré-determinado na Bíblia. Sua atividade se encerrará na Batalha do Armagedon quando o Senhor Jesus vier com a sua Igreja. Naquela ocasião, o Rei dos reis e Senhor dos senhores destruirá o Anticristo, seus exércitos e todos os que o seguirem. (Mt 24.30; Ap 19.19-21) Apesar dos seus feitos e poder, o Anticristo já possui um fim pré-determinado na Bíblia.

Terceiro

OS ANTICRISTOS NO MUNDO

Diferente do Anticristo que virá, muitos anticristos já naquele tempo haviam se manifestado e ainda se manifesta (Jo 1.7) Além deste, existem ainda os falsos profetas, homens enganadores que se fazem de cristãos para, se possível, enganar a igreja (2Pe 2; 1Jo 4.1). Este fato atesta a advertência do apóstolo do amor quanto à realidade de que o “espírito do anticristo” já está atuante e em plana operação, delineando a plataforma para a sua aparição e, ao mesmo tempo, guiando os pequenos anticristos. João apresenta algumas características deste anticristo, as quais merecem ser estudadas.

1)   Saíram do seio da igreja.  Estes falsos mestres se haviam infiltrado na comunidade cristã com o fim de mesclar-se entre os irmãos para perverter a doutrina dos apóstolos. Pareciam cristãos, mas não o eram de fato. Abandonaram a igreja talvez por terem falhado em seus propósitos de desviar o povo. Esta foi a prova que desmascarou sua real intenção. Ainda hoje há muitos que se dizem cristãos, mas na verdade não o são. Misturados no meio do povo de Deus, são verdadeiros lobos em peles de ovelha. A bíblia nos adverte várias vezes contra estas pessoas (Mt 24.24; 1Tm 4.1; 2Pe 2.1; Jd1.19). Cabe a nós apercebermo-nos da existência destes falsos mestres em nosso meio.

2)   Negavam a sã e principal doutrina cristã. Os falsos mestres da época não admitiam que Cristo tivesse vindo em carne, negando assim o próprio Deus, já que Ele mesmo deu testemunho de Jesus (1Jo 5.9; Jo 5.32-38; 8.18). O filho de Deus é a mensagem central de toda a bíblia; o apóstolo Paulo nos ensina que, em Cristo, todas as coisas serão congregadas (Ef 1.10) e que ao nome dEle todo joelho se dobrará, e toda língua confessará que Ele é Senhor (Fl 2.10-11). Qualquer ensinamento que negue isso é maldito (1Co 16.22; Gl 1.8-9). Assim, esses mestres negavam a Cristo, a sã doutrina e a própria fé.

3)   Queriam enganar os fiéis. A intensão dos falsos cristos e falsos profetas é enganar (Mt 24.24); 1Tm 4.1-2). E só não conseguiram seu intento entre os leitores João Porque estes tinham o Espírito de Deus (v.20) e sabiam a verdade (v.21). Jesus, quando falou a respeito do Espírito que enviaria, disse que Ele nos guiaria em toda a verdade (Jo 16.13), pois é chamado de “Espírito da verdade”. Ele nunca deixará que sejam enganados aqueles que o têm em seus corações (1Co 3.16; 6.19). 

Entretanto, espera-se dos filhos de Deus que conheçam as Escrituras. (Sl 1), porque são Elas que nos fazem sábios (2Tm 3.15). O salmista comprara a Palavra a uma lâmpada para os pés e a uma luz para o caminho (Sl 119.105) Ela é a nossa bússola que não nos deixa errar o alvo (Fl 3.14). Nenhum falso mestre terá êxito em desviar pessoas que conhecem a verdade. Pois estes cristãos, alicerçados na Palavra, farão como os crentes em Beréia, que examinavam as Escrituras para confirmar se a pregação de Paulo e Silas era biblicamente confiável (At 17.11) Nenhum falso mestre terá êxito em desviar pessoas que conhecem a verdade.

Aplicação Pessoal

Paulo escreveu que o Anticristo será destruído pela Palavra de Deus (2Ts 2.7-8). No Apocalipse, assim está narrado o seu fim; “E a besta foi presa e, com ela, o falso profeta, que, diante dela, fizera os sinais com que enganou os que receberam o sinal da besta e adoraram a sua imagem. Estes dois foram lançados vivos no ardente lago de fogo e enxofre” (Ap 19.20)

O Senhor Jesus mostrará a todos que os eu poder é irresistível. Ele é o Rei dos reis e Senhor dos senhores.

“Senhor Jesus, não nos deixes ser seduzidos pelo engano nem pelas mentiras do adversário. Que possamos, nestes instantes que ainda nos restam, agir de maneira santa e irrepreensível até que venhas buscar a tua Igreja”.

Somente uma igreja cheia do Espírito Santo poderá resistir ao espírito do Anticristo que está em operação no mundo.

Conclusão

A chegada do Anticristo

Nesta mensagem aprendemos que:

I.            O espírito do anticristo já está no mundo.

a)   O terreno está sendo preparado para o anticristo.
b)   Ele fará muitos prodígios e sinais.
c)    Sua aparição ou sua manifestação pública como tal só ocorrerá após     Jesus retirar os seu povo da terra.

 II.            A pessoa do anticristo.

a)   Sua identidade. Ele será uma personificação do diabo, um líder mundial de habilidades e capacidades desconhecidas até o dia de hoje.
b)   Suas atividades. No início, o anticristo fará um pacto com Israel, restaurando a antiga prática de sacrifícios no Templo de Jerusalém, e na metade desse tempo ele quebrará este acordo, tornar-se-á Deus e proibirá a adoração ao Senhor, e perseguirá terrivelmente aqueles que desejarem ser fiéis a Cristo.
c)    Seu fim. Apesar dos seus feitos e poder, o anticristo já possui um fim pré-determinado na bíblia. Sua atividade se encerrará na batalha do Armagedon.

III.            Os anticristos no mundo.

a)   Saíram do seio da igreja. Falsos mestres infiltrado na comunidade crista.
b)   Negavam a sã e principal doutrina cristã. Os falsos mestres da época não admitiam que Cristo tivesse vindo em carne, negando assim o próprio Deus.
c)    Queriam enganar os fiéis. A intenção dos falsos cristos e falsos profetas é enganar.

“O espírito do Anticristo já está no mundo”, usando homens enganadores na realização de falsos milagres e manifestações, tentando iludir as igrejas.

Se estas não estiverem cultivando a presença do Espírito de Deus, poderão cair em seus laços. Por isso. Devemos estar alicerçados na Palavra de Deus, ocupando-se em meditar nEla de dia e de noite, pois o que qualifica um verdadeiro mestre ou pregador como homem de Deus são os seus frutos e obras (Mt 7.15-20), e não os supostos sinais que fazem até mesmo usando o nome de Jesus (Mt 7.22-23).

Mensagem adaptada: Pastor Josias Silva
Fonte de pesquisa: Lições Bíblica CPAD
Texto original e autor: Claudionor de Andrade



Nenhum comentário:

Postar um comentário