quinta-feira, 8 de setembro de 2016

CLAMOR NA ANGÚSTIA

Texto (Salmos 86.7) No dia da minha angústia clamo a ti, porque tu me respondes.   

INTRODUÇÃO

Angústia são inevitáveis. Sábio é o homem que cedo se prepara para elas, fazendo uma provisão de experiência da graça e fidelidade do Senhor, de modo que não lhe falte confiança nela no dia em que as provações vierem.

PRIMEIRO

AS ANGÚSTIAS DA VIDA SÃO INEVITÁVEIS: “No dia da minha angústia”

1) Todas as pessoas passam por dias de luta interior, de medo, de receio, de insegurança; neste mundo mau não há como evita-los: Jó teve o seu momento de angústia;
Jesus experimentou seus momentos de angústia quando esteve no Jardim do Getsêmani (Mateus 26.38) Então lhes disse: A minha alma está triste até a morte; ficai aqui e vigiai comigo

2) É importante que saibamos estar preparados para quando este dia vier (Efésios 5.15-16) Portanto, vede diligentemente como andais, não como néscios, mas como sábios,   
16 usando bem cada oportunidade, porquanto os dias são maus.   


SEGUNDO

UMA ALTERNATIVA LOUVÁVEL E CORRETA: “Clamo a ti”

1) Há muitos que, no momento da angústia, não sabem onde buscar o socorro. Aqueles que desde cedo aprende a invocar o Senhor não ficará sem resposta no dia da angústia;

2) Aquele que cedo aprendeu a confiar-se nas mãos do Deus todo-poderoso não se sentirá tentado a confiar em seus poucos recursos pessoais (Salmos 20.7) Uns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do Senhor nosso Deus. 
É a Deus que nós devemos clamar nos momentos de necessidade (Salmo 121) Elevo os meus olhos para os montes; de onde me vem o socorro?   
2 O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra.   
3 Não deixará vacilar o teu pé; aquele que te guarda não dormitará.   
4 Eis que não dormitará nem dormirá aquele que guarda a Israel.   
5 O Senhor é quem te guarda; o Senhor é a tua sombra à tua mão direita.   
6 De dia o sol não te ferirá, nem a lua de noite.   
7 O Senhor te guardará de todo o mal; ele guardará a tua vida.   
8 O Senhor guardará a tua saída e a tua entrada, desde agora e para sempre.  

(Salmos 46) Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.   
2 Pelo que não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se projetem para o meio dos mares;   
3 ainda que as águas rujam e espumem, ainda que os montes se abalem pela sua braveza.   
4 Há um rio cujas correntes alegram a cidade de Deus, o lugar santo das moradas do Altíssimo.   
5 Deus está no meio dela; não será abalada; Deus a ajudará desde o raiar da alva.   
6 Bramam nações, reinos se abalam; ele levanta a sua voz, e a terra se derrete.   
7 O Senhor dos exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.   
8 Vinde contemplai as obras do Senhor, as desolações que tem feito na terra.   
9 Ele faz cessar as guerras até os confins da terra; quebra o arco e corta a lança; queima os carros no fogo.   
10 Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; sou exaltado entre as nações, sou exaltado na terra.   
11 O Senhor dos exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.  

(Provérbios 18.10) Torre forte é o nome do Senhor; para ela corre o justo, e está seguro. 

TERCEIRO

UMA GLORIOSA EXPERIÊNCIA: “Porque tu me respondes”

1) Aquele que aprendeu a invocar o Senhor sabe por experiência que ele responde. O homem que nunca invocou ao Senhor não conhece sua fidelidade e tem maior dificuldade para confiar e deixar de ficar angustiado;

2) Os ouvidos do Senhor estão atentos ao clamor do justo (Salmos 34.15) Os olhos do Senhor estão sobre os justos, e os seus ouvidos atentos ao seu clamor. (1Pedro 3.12) Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos, e os seus ouvidos atento à sua súplica; mas o rosto do Senhor é contra os que fazem o mal.

(Isaías 59.1) A mão de Deus não está encolhida, nem surdo o seu ouvido.

(Números 11.23) Pelo que replicou o Senhor a Moisés: Porventura tem-se encurtado a mão do Senhor? agora mesmo verás se a minha palavra se há de cumprir ou não. 

3) É necessário que o povo de Deus aprenda a recorrer ao Senhor em todo tempo, para que no dia mau não falte confiança em Deus para lutar e vencer diante das dificuldades.

CONCLUSÃO

Se faltar a confiança, talvez falte a fé necessária no Senhor, e sem fé é impossível agradar a Deus. Não deixe faltar o óleo da presença de Deus na lâmpada da sua vida, para que, quando vier a escuridão, não sejam densas as trevas ao seu redor.

Autor: Pr. Messias Anacleto Rosa
Fonte de pesquisa: Do Púlpito 2

Nenhum comentário:

Postar um comentário